As formigas têm rainhas mas não têm advogados*