Tecnologia e sustentabilidade: simbiose ou tensão?