top of page

VII Congresso dos Gestores Portugueses

VII - Abertura (Paulo Carmona - Presidente do FAE)

FAE - Forum de Administradores e Gestores
VII - Abertura (Paulo Carmona - Presidente do FAE)
Buscar vídeo...
VII - Abertura (Paulo Carmona - Presidente do FAE)

VII - Abertura (Paulo Carmona - Presidente do FAE)

05:56
Reproduzir vídeo
VII - Abertura (Paulo Moita de Macedo)

VII - Abertura (Paulo Moita de Macedo)

27:16
Reproduzir vídeo
VII - A Importância da Boa Governança num Mundo em Mudança (Professor Filipe Morais)

VII - A Importância da Boa Governança num Mundo em Mudança (Professor Filipe Morais)

33:20
Reproduzir vídeo
VII - A Importância da Boa Governança num Mundo em Mudança (painel)

VII - A Importância da Boa Governança num Mundo em Mudança (painel)

43:58
Reproduzir vídeo

O Fórum de Administradores e Gestores de Empresas (FAE) promoveu o VII Congresso anual, dedicado à necessidade de uma boa governança nas organizações neste tempo de mudança.

A invasão da Ucrânia, a guerra no Médio Oriente, a crise política em Portugal, três eventos com impacto na gestão e que justificam a discussão sobre o mundo em mudança e a ‘governance’ das empresas, um mote atual no VII congresso do Fórum de Administradores e Gestores de Empresas, associação liderada pelo gestor Paulo Carmona.

 

“Foi um encontro onde debatemos o mundo e as suas ameaças, e a necessidade de as empresas terem uma boa ‘governance‘. Num bom sistema de cenarização e avaliação dos vários riscos, locais, nacionais e internacionais, transversal a toda a organização“.

O presidente do FAE citou, aliás, a intervenção do presidente da Caixa Geral de Depósitos, Paulo Macedo, na abertura da conferência.

 

“Se os países mais ricos e que melhor aguentam os embates críticos são os países com as instituições mais fortes, como bem explica o premiado livro “Porque falham as Nações”, que Paulo Moita de Macedo aqui nos veio lembrar, o mesmo [se passa] para as empresas. As que têm uma boa governança, com o equivalente aos países e às suas instituições, serão muito mais resilientes e mais bem-sucedidas“.

 

Neste congresso do FAE, o VII, participaram também Filipe Morais, professor e especialista em governance de empresas de cariz familiar, António Lagartixo (Deloitte), Céline Abecassis-Moedas (Católica), Pedro Ginjeira do Nascimento (BRP) e Luís Barbosa (PwC), entre outros. O Encerramento coube a Pedro Siza Vieira.

bottom of page